O que acontece quando o TREM derrete os trilhos ??!?!

 


[row class="row-fluid"]
[col class="span6"]
[/col]
[col class="span6"]
[/col]
[/row]

Preciso da Ajuda de vocês, achei essa foto na internet com um breve texto de como isso acontece!!! Se alguém tiver algo a complementar para as outras pessoas que forem visitar o site, comentem nesse post !!!

TREM DERRETE OS TRILHOS

A foto mostra o que acontece quando um trem com vários motores tem os freios aplicados , mas o motor não recebe um sinal para desligar.

Na verdade, todo os freios do trem. Cada vagão tem os próprios freios , não apenas as locomotivas.  Apenas o primeiro geralmente tem pessoas que operam, o resto são controlados por controle remoto a partir desse primeiro motor e chegam aos vagões , ou por algum problema o sinal se perdeu pelo caminho da aplicação. Considere também que o atrito estático é mais forte do que cinético, assim como o primeiro motor diminuiu a velocidade e parou , os seguintes motores poderiam ter começado a escorregar e não recuperaram mais a tração.

trilhos derretidos hot box

Trilhos completamente derretidos, marcas das rodas, refere-se amplamente a qualquer dano causado a um trilho pelo calor e atrito de um trem, das rodas da locomotiva a girar no mesmo local.  Sem manutenção , esse problema  ferroviário pode eventualmente causar a quebra dos trilhos.

Qual é a diferença entre esses dois?  E um problema de rolamento?!?!

Os Rolamentos necessitam de óleo, graxa, se algum desses componentes tem problema pode acontecer o chamado HotBox

Ainda temos desse tipo de problema no Brazil? e nos outros países?

Figure-4

“Pode-se dizer que esse erro está de certa forma “contornado” . Os motores de tração de locomotivas diesel tem muito torque em baixa velocidade. Suponha que este era trem com 100 vagões, com três locomotivas de seis  eixos, que seriam 818 rodas com os freios aplicados vs 12 apenas que são alimentados. Mesmo se os freios foram levemente aplicado sobre todo o comboio, este problema seria provável acontecer.

Na verdade, existem dois sistemas de travagem em trens americanos.

Os freios automáticos irão aplicar os freios em todo o comboio, incluindo as locomotivas. Há também freios independentes que só se aplicam os freios das locomotivas. Quando os freios automáticos são aplicados, os freios independentes podem ser acionados sem afetar os carros.

Uma das razões para dois sistemas é que o trem pode começar a puxar o trem, enquanto as linhas de freio está sendo cobrado. Isso evita que os carros na parte traseira de um longo comboio de ter as juntas de engate quebradas se a frente do trem está se movendo em um ritmo rápido e na parte traseira do trem ainda está parado.

 Então parece que há mais do que a “quebra de sinal” e ignorando os motores, há um par de sistemas envolvidos aqui. Vi muitas coisas legais nesse site.”

(Mel V)

 

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0.0/10 (0 votes cast)
VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 0 (from 0 votes)

Related Posts

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on LinkedInShare on RedditShare on StumbleUpon

Apaixonado por Trem e Ferrovias, exploro tudo o que há sobre o assunto no mundo! Artigos Técnicos, Notícias, Fotos, Vídeos e muito mais, aproveite! Pós Graduado em Engenharia Ferroviária, Graduado em Eng. de Telecomunicações, Técnico em Eletrotécnica.

5 thoughts on “O que acontece quando o TREM derrete os trilhos ??!?!

  1. rodrigo

    Locomotivas tem um dispositivo que detecta deslize pelo diferencial de corrente dos motores de tração, seja por computador ou por um equipamento chamado “WS”, em locos computadorizadas corta amperagem..em alguns casos o “WS” pode estar isolado, assim o maquinista nao detecta o deslize, se as locos comandadas apresentam algum alarme, acusa na comandante. O freio automático aplica os freios da locomotiva também.. para manter aliviado precisa calcar o manipulo do independente.. a comunicação do freio é por mangueira, normalmente qdo aliviado a pressão se mantem em 90 psi, exceto em trechos de serra que usa 110 (descida), a redução que faz a aplicação do freio que pode ser de até 26 psi. qualquer queda fora do normal é acusado pelo indicador de fluxo ao maquinista. É preciso levar em conta a inercia do trem parado.

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0 (from 0 votes)
    Reply
    1. mundoferroviario@gmail.com Post author

      Obrigado Rodrigo muito boa a explicação !!!

      VN:F [1.9.22_1171]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
      VN:F [1.9.22_1171]
      Rating: 0 (from 0 votes)
      Reply
      1. Christovão Pacheco

        Chamamos de “patinação” quando a roda da locomotiva gira sobre o trilho sem movimento longitudinal. Isso provoca desgaste e aquecimento da roda e trilho, podendo provocar pequenas fissuras ou mesmo grandes desgastes que podem provocar descarrilhamento. Quando é excesso de freio, chamamos “deslizamento”, nesse caso a roda trava e desliza sobre o trilho, provocando calos na roda e aquecimento que causam desde aumento de vibrações até quebra de roda e descarrilhamento.

        VA:F [1.9.22_1171]
        Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
        VA:F [1.9.22_1171]
        Rating: 0 (from 0 votes)
        Reply
  2. Planeta Ferrovia

    Bom dia amigo(s) do Mundo Ferroviário, esse é um grande problema que engloba vários fatores, tais como: potência das locomotivas, peso do trem, perfil de via (subida), dispositivos de segurança da(s) locomotiva(s) com defeito, tempo chuvoso ou seja trilhos molhados, mato próximo aos trilhos e o mais importante de tudo a perícia do maquinista, enfim tudo isso pode contribuir para um acontecimento desses.

    O “calejamento” dos trilhos acontecem em sua grande maioria em dois momentos muito cruciais da operação:
    1º – Na demarragem, ou seja quando o trem está parado e vai começar a movimentar-se.
    2º – Em um trecho de rampa ascendente (subida) e a(s) locomotiva(s) não aguenta(ão) com o peso do trem, diminue a velocidade e está para parar, neste momento se o maquinista insistir em acelerar o trem mesmo vendo que ele vai realmente parar, fatalmente vai acontecer o “calejamento” dos trilhos, pois quando os motores de tração disparam os rodeiros das locomotivas se tornam práticamente um esmeril.

    Vamos para a resposta da pergunta: O quê acontece quando um trem derrete os trilhos?
    Quando um trem derrete os trilhos desta maneira que estão mostradas nas fotos acima não deve-se mais passar outro trem pelo local até que sejam substituidos os trilhos, por motivo de risco de descarrilamento e a empresa responsável pelo transporte no local certamente irá abrir uma sindicância para saber por qual motivo aconteceu isso. E pode(m) acreditar meu(s) amigo(s), se ficar provado que foi imperícia do maquinista, ele com certeza estará em “maus lençois”.

    Parabéns pelo blog! Ficamos felizes por ter parceiros como vocês do Mundo Ferroviário, levando momentos de descontrações, informações e debates sobre a ferrovia como este… Parabéns mesmo!!! Um grande abraço do Planeta Ferrovia.

    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
    VA:F [1.9.22_1171]
    Rating: +1 (from 1 vote)
    Reply
    1. mundoferroviario@gmail.com Post author

      Obrigao pessoal do Planeta Ferrovia !!!! fiquem à vontade em sempre compartilhar informações conosco… muito boa a descrição parabéns!!!

      VN:F [1.9.22_1171]
      Rating: 0.0/5 (0 votes cast)
      VN:F [1.9.22_1171]
      Rating: 0 (from 0 votes)
      Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current day month ye@r *